Atrações diversificadas que agradam ao público de todas as idades se apresentam neste fim de semana no Complexo Deodoro, Mãe d'Água e Benedito Leite dentro do Arte na Praça e Feirinha São Luís.

Com Reviva Centro gestão do prefeito Edivaldo estimula ocupação artística de praças da área central da capital. A diversão é garantida aos fins de semana com a programação gratuita do Reviva Centro, programa criado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior que leva arte e cultura a espaços públicos do Centro de São Luís. A iniciativa tem como objetivo promover a ocupação das praças do Complexo Deodoro, Mãe d'Água e Benedito Leite com atrações diversificadas que agradam ao público de todas as idades. Arte na Praça, Feirinha São Luís e ainda Sarau Histórico, Passeio Serenata e Roteiro Reggae compõem o programa.
O projeto Arte na Praça, coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult) traz o grupo de choro ludovicense Caçoeira, nesta sexta-feira (15), às 18h, na Praça da Mãe d'Água. No sábado (16) é a vez da Orquestra Maranhense de Reggae, às 18h, se apresentar no Complexo Deodoro, e domingo (17), a partir das 17h, tem Tripalhaços Azedinho e Foguinho e Banda Vagalume, no mesmo local.
Ainda no domingo (17), sob a coordenação da Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), ocorre a Feirinha São Luís, na Praça Benedito Leite a partir das 8h. As atrações são a Banda da Feirinha, Banda Afro GDAM, Capoeira Maior é Deus, Pequeno Sou Eu, shows de Rosa Guedes (MPM), Luciano Priss (MPB) e Black Brasil (black music, soul, pop).
“O Reviva Centro já se consagrou como opção de lazer para os ludovicenses. Todo fim de semana tem uma programação diversificada, com artistas locais, em praças que são verdadeiros cartões-postais da nossa cidade. Além de ser gratuita, a iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo convida a população para ocupar e revitalizar o Centro de São Luís, trazer os amigos e família para conhecer nossa cultura, culinária e logradouros, tudo isso com conforto, segurança e diversão”, destacou o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.
O grupo Caçoeira, nome de um tipo de rede de pesca, promete pescar todos com sua boa música. Formado pelos músicos Wendell Cosme, Wanderson Silva, Lee Souza e João Eudes, o grupo surge como uma nova linguagem musical, uma mistura de ritmo populares do maranhão e diversos outros gêneros musicais. Isso porque os componentes vem de diferentes estilos e base musical, são multi-instrumentistas, arranjadores, compositores e pesquisadores. O show traz uma mistura de ritmos tradicionais da percussão popular do maranhão, como tambor de crioula, bloco tradicional, bumba meu boi e seus variados sotaques, dentre outros.
A Orquestra Maranhense de Reggae (O.M.R) é um projeto pioneiro em São Luís, surgido em agosto de 2016. Idealizada pelo músico Marcel Silva, tem o objetivo de difundir a música jamaicana, brasileira e maranhense, instrumental e cantada, fazendo uma releitura de músicas da cultura popular do Maranhão na versão reggae, ritmo marcante na cidade que dá o título de Jamaica Brasileira à São Luís. A estrutura musical da O.M.R é formada por instrumentos de sopro, trompete, trombone (metais), saxofone alto, saxofone tenor, saxofone sarítono (palhetas), teclado, guitarra, contrabaixo, bateria e vocal.
CRIANÇAS
Foguinho e Azedinho são dois palhaços que vieram de um projeto social (circo escola), onde aprenderam a arte circense e aperfeiçoaram suas técnicas ao longo dos anos, criando os Tripalhaços, um espetáculo o circo maluco. A apresentação interage com o público a partir de brincadeiras, reprises circense, acrobacia, malabares e muita palhaçada.
Já a Banda Infantil Vagalume Rock Band surgiu de uma ideia da produtora Hérika Fernandes em aliar músicas tocadas ao vivo com contação de histórias da literatura infantil. Depois de algumas apresentações, vários pais que assistiam com seus filhos fizeram sugestões de que ela montasse uma banda com um repertório voltado exclusivamente para a criançada.
Desde 2012, ela e mais cinco músicos formam a Banda Vagalume, com Fernanda Monteiro (vocal), Hugo César (guitarra), Melannie Carolina (baixo), Jesiel Bives (teclado) e Franklin Nazarius (bateria). O repertório passeia pelos clássicos da música infantil como Xuxa, Trem da Alegria e Balão Mágico, até músicas infantis mais atuais como Palavra Cantada, Pequeno Cidadão, Partimpim, Galinha Pintadinha e Monster High.

Em podcast, Othelino repercute palestra ‘O Maranhão Discutindo o Brasil’, libertação de Lula e eleições na Bolívia. 

A realização do primeiro ciclo de palestras “O Maranhão Discutindo o Brasil” e a libertação do ex-presidente Lula foram os principais temas repercutidos pelo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, em seu podcast semanal “Diálogo com Othelino”. O parlamentar comentou também as eleições presidenciais na Bolívia e a crise política enfrentada atualmente naquele país.
Sobre ‘O Maranhão Discutindo o Brasil’, promovido pela Assembleia, com tema central sobre a Reforma Tributária, Othelino destacou a participação dos economistas Eduardo Fagnani e Eduardo Moreira, dois expoentes no assunto.
“Ambos esclareceram muito bem, em suas palestras, as propostas da reforma e, também, a tendência defendida por alguns setores do Brasil para fazer com que quem ganhe menos, pague menos impostos; e quem tenha maior renda, pague proporcionalmente a mais”, explicou.
O presidente da Assembleia reiterou o objetivo do programa ‘O Maranhão Discutindo o Brasil’. “Nossa ideia é proporcionar aos cidadãos e cidadãs conhecimento sobre temas em discussão no cenário nacional e que afetam diretamente a vida dos maranhenses. Já que a Reforma Tributária está em tramitação no Congresso Nacional, decidimos discuti-la para mostrar à sociedade os impactos, para o bem ou para o mal, que ela pode trazer. Até para que todos possam dar suas opiniões e monitorar como os deputados federais e senadores, que nós elegemos, vão tratar desse tema tão importante para o Brasil e para o Maranhão”, explicou.
Lula Livre
Em seguida, Othelino comentou a libertação do ex-presidente Lula. “A decisão do STF, ainda que apertada, mais do que permitir a liberdade de Lula, restaura um princípio constitucional que não estava sendo observado”, avaliou.
O deputado enfatizou que a Carta Magna brasileira tem que ser sempre respeitada porque, segundo ele, é o alicerce democrático de direito. “A Constituição é o nosso norte. Se houver exceções será ruim para toda a sociedade. Hoje, um ato de desrespeito à Constituição pode atender a um determinado grupo dominante da política ou mesmo um interesse majoritário, mas amanhã pode se voltar contra outro segmento”, disse.
Eleição na Bolívia
Por fim, Othelino Neto lamentou o desfecho das eleições presidenciais na Bolívia, que provocou ataques violentos ao presidente eleito, Evo Morales, e aos seus familiares. O parlamentar defendeu o diálogo para solucionar crises como esta. “Infelizmente, tivemos a constatação triste de que houve um golpe de estado. As soluções para os problemas devem ser resolvidas com base no diálogo e na Constituição de cada país. O presidente Evo Morales chegou a correr risco de vida, tendo, inclusive, que sair do seu país”.
E concluiu: “O que esperamos é que a Bolívia volte à normalidade democrática, que sejam convocadas o quanto antes eleições gerais para que as diversas forças políticas participem do pleito e aquele que tiver o apoio da maioria da população possa, efetivamente e de forma legitima, governar aquele país”, concluiu Othelino Neto.

Deputado Hélio Soares critica extinção do Seguro DPVAT
O deputado estadual Hélio Soares (PL) criticou, na sessão desta quinta-feira (14), a extinção do seguro obrigatório por Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), medida tomada pelo presidente Bolsonaro, por meio de uma Medida Provisória (MP).
Segundo o parlamentar, a extinção vai prejudicar, principalmente, as famílias de pessoas acidentadas. “O imposto é razoavelmente pequeno, incluído no emplacamento dos veículos em nível nacional, e cobre alguns acidentes de trânsito. No meu entender, é o mínimo que se pode fazer pelas vítimas e famílias das vítimas”, afirmou.
De acordo com Hélio Soares, que é médico, o DPVAT não recupera vidas, mas ajuda, auxilia em alguma situações, mais precisamente na parte financeira. "E se extinguir, sem criar outro imposto que beneficie direto essas famílias, essas vítimas, ficará cada vez mais cruel a vida do ser humano. Todos estamos sujeitos a um acidente qualquer, principalmente nesse conturbado trânsito que vivemos no Brasil inteiro. Aliás, o problema do trânsito também é mundial devido ao desenvolvimento, à falta de planejamento, de políticas públicas para o setor. Tudo isso vai acarretando um desequilíbrio”, disse.
Hélio Soares anunciou que pretende mobilizar a bancada maranhense no Congresso Nacional sobre o tema e convidou outros colegas de Plenário a fazer o mesmo, para se posicionar contra o fim do imposto. “Devemos acionar as nossas bancadas, os senadores, os nossos deputados federais. Eu até já conversei com a nossa bancada do PL, em Brasília, sobre a extinção desse imposto. Então, não podemos deixar que isso aconteça, de maneira nenhuma”, apelou.
O deputado defendeu a extinção de taxas cobradas nos cartórios, em vez do DPVAT, e ccontou que registrar um imóvel de R$ 200 mil custa, mais ou menos, quatro a cinco mil reais. “Quando você vai desalienar, você paga novamente outra taxa absurda do mesmo imóvel. Então, isso é uma tri-tributação. Você paga para tirar as certidões, paga para fazer o registro, paga para fazer a escritura e paga para receber, e ainda se submete aos cartórios, que dão prazo de 30 dias para você dar baixa no imóvel pagando todas as taxas. Se não bastasse, na hora da alienação o banco financiador paga e o dono do imóvel também paga”, assegurou. 
O parlamentar defendeu ainda a reforma da Constituição e realização do Pacto Federativo. “Sem a realização do Pacto Federativo, nada será concretizado. A espinha dorsal é o Pacto Federativo. E a Reforma Constitucional é a primeira, na minha avaliação”, finalizou.

Assembleia homenageia colaboradores da Constituição Anotada do Maranhão
Deputado Neto Evangelista com os homenageados.
A Assembleia Legislativa do Maranhão, por meio da Consultoria e Procuradoria, homenageou, nesta quinta-feira (14), colaboradores da primeira Constituição Anotada do Maranhão, lançada mês passado, na solenidade alusiva aos 30 anos da promulgação da Carta Magna maranhense.
Na ocasião, 26 colaboradores, que integram equipes técnicas do setor jurídico da Casa e de órgãos públicos que participaram das anotações da Constituição Estadual, receberam, das mãos do deputado estadual Neto Evangelista (DEM), exemplares da obra, inédita no Maranhão. O parlamentar foi indicado pelo presidente da Alema, deputado Othelino Neto (PCdoB), para coordenar o grupo de estudo responsável pela publicação.
“A Constituição Anotada é um instrumento rico, que, com certeza, ajudará os meios jurídico e acadêmico do Maranhão. Hoje, reencontramos o grupo de estudos que nos ajudou na construção desse material, integramtes de diversos órgãos regidos pela Constituição Estadual. Entregamos de forma simbólica a cada instituição que ajudou a construir essa importante peça do nosso ordenamento jurídico estadual”, acentuou Evangelista.
Agência Assembleia
Equipes da Consultoria e Procuradoria da Assembleia com a Constituição Anotada
Equipes da Consultoria e Procuradoria da Assembleia com a Constituição Anotada
Dentre os colaboradores da Assembleia, a consultora legislativa, Suzamira Moura, foi a responsável por subcoordenar o grupo de estudo, composto, também, pelos deputados Zé Inácio Lula (PT), Glalbert Cutrim (PDT) e Zé Gentil (PRB).
“Foi um trabalho realizado em conjunto com profissionais de outros órgãos. Esse momento é para agradecermos a dedicação e empenho daqueles que participaram da construção dessa obra tão importante, que servirá como fonte de pesquisa da Legislação Estadual”, explicou Suzamira.
Outros servidores da Consultoria e Procuradoria da Assembleia participaram da elaboração do documento, que contém, em 444 páginas, anotações da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão (TJMA) e das leis estaduais.
“Todos os servidores abraçaram a ideia e se dedicaram bastante em todo o processo, de forma que conseguimos concluir em tempo hábil, para que a obra pudesse ser publicada nas celebração dos 30 anos de promulgação da Constituição Estaduial. Estamos agradecendo às pessoas que, junto com as equipes da Assembleia, ajudaram na elaboração do texto”, disse o consultor geral da Casa, Aristides Lobão.
“Não poderia faltar uma homenagem aos colaboradores. Estamos muito felizes com o resultado e agradecidos pelo convite de compor esta equipe. Trata-se de um documento histórico, que fico honrado de ter feito parte”, avaliou o procurador geral da Casa, Tarcísio Araújo.
Agência Assembleia / Biaman Prado
O deputado com representantes de outros órgãos e que participaram da elaboração da obra
O deputado com representantes de outros órgãos e que participaram da elaboração da obra
Representantes de instituições parceiras, como o Ministério Público (MP), o Tribunal de Contas do Estado (TCE), a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), que contribuíram com a publicação, agradeceram a homenagem.
“Comentar e lançar uma publicação sobre os artigos da nossa Constituição é distribuir conhecimento aos maranhenses. Por isso, fico feliz por ter feito parte da elaboração desse documento tão importante”, ressaltou o procurador Miguel Ribeiro, um dos responsáveis pelos comentários de artigos que tratam sobre a Procuraria do Estado e o Poder Executivo.
O promotor Márcio Thadeu, diretor da Escola Superior do Ministério Público do Maranhão, disse que a elaboração da Constituição Anotada é um marco que representa um pacto social. "Foi uma honra participar dessa edição, porque estamos fazendo um registro do trabalho da Constituinte Estadual, assim como de todo o corpo social maranhense, que foi coautor desse texto, com sugestões e críticas”, afirmou o promotor, que é um dos responsáveis pelas anotações ao capitulo do MPMA sobre direitos das famílias.


Agência Assembleia / Biaman Prado
A Constituição Anotada do Maranhão
A Constituição Anotada do Maranhão
Othelino destaca fortalecimento do MP na inauguração da nova sede das Promotorias de Justiça em Caxias
Othelino participa do descerramento da plana de inauguração da nova sede das Promotorias de Justiça em Caxias.
O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou o fortalecimento do Ministério Público do Maranhão (MPMA), durante inauguração da nova sede das Promotorias de Justiça, no município de Caxias, na quarta-feira (13). O parlamentar afirmou que a ampliação da estrutura do MPMA garante não só melhores condições de trabalho aos servidores da instituição, mas, também, melhor atendimento aos cidadãos da Região dos Cocais. A solenidade contou com a presença do procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho.
“As instalações novas do Ministério Público em Caxias, uma cidade importante para o Maranhão, beneficiam não apenas os servidores, que vão poder ter melhores condições de trabalho, mas principalmente o cidadão e a cidadã que serão melhor atendidos quando vierem aqui. Eu fico muito feliz em ver o Ministério Público se fortalecendo, quer seja pela valorização dos seus servidores ou pelas novas instalações das sedes das Promotorias, que estão sendo inauguradas no Maranhão”, disse o presidente da Alema.
Márcio Diniz
Othelino destacou que a nova sede vai beneficiar não apenas os servidores, mas principalmente os cidadãos do município
Othelino destacou que a nova sede vai beneficiar não apenas os servidores, mas principalmente os cidadãos do município
Othelino parabenizou o trabalho do procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga, que tem promovido uma ampla expansão do Ministério Público no estado, além de manter um bom relacionamento com as demais instituições.
“Deixo os cumprimentos da Assembleia Legislativa do Maranhão e de todos os 42 deputados, que certamente estão felizes em saber que o Ministério Público de Caxias está mais forte, para poder defender ainda mais os interesses dos cidadãos do município. É um momento de grande alegria e volto para São Luís satisfeito, sabendo que essa instituição tão importante está cada dia mais forte para cumprir o seu papel constitucional”, completou o deputado
Casa da cidadania
A nova sede, cujo terreno foi doado ao Ministério Público do Maranhão pela Prefeitura de Caxias, está edificada em uma área de928,61 m², situada na Avenida Norte-Sul, no bairro Campo de Belém, ao lado do Fórum Desembargador Almada Lima, na Cidade Judiciária.
Segundo Luiz Gonzaga Martins Coelho, a nova sede das Promotorias de Justiça pode ser considerada como a ‘Casa da Cidadania’. “O maior beneficiado desta estrutura, além dos promotores e dos servidores, é o cidadão de Caxias, por terem, hoje, uma sede digna e à altura da grandeza do povo da cidade”, assinalou o procurador-geral de Justiça.
O diretor das Promotorias de Caxias, André Luís Lopes Rocha, pontuou que a nova estrutura facilita a vida daqueles que demandam o Ministério Público. “Os órgãos judiciais estão todos próximos, como a Justiça Federal, a Justiça do Trabalho, o Ministério Público Federal e, agora, também o Ministério Público do Maranhão, o que facilita a vida das pessoas, que podem vir e resolver de forma conjunta o seu conflito”, frisou.
Márcio Diniz
Presidente da Assembleia, Othelino Neto, com o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho
Presidente da Assembleia, Othelino Neto, com o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho

Alunos da Creche-Escola Sementinha assistem à peça "Rei Leão" no Festival Maranhense de Teatro Estudantil



As crianças no hall de entrada do Teatro Alcione Nazaré | Biaman Prado
Alunos da Creche-Escola Sementinha saíram das salas de aula, na tarde desta quarta-feira (13), para experimentar uma atividade diferente. Eles foram ao Teatro Alcione Nazaré, na Praia Grande, assistir ao espetáculo "Rei Leão", uma adaptação de um dos clássicos da Disney e que conta a história do leão Simba. A iniciativa integra as ações pedagógicas extraclasse desenvolvidas pela instituição educacional, mantida pelo Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema).
A peça, encenada por alunos de uma escola particular de São Luís, é parte da programação do XIII Festival Maranhense de Teatro Estudantil (FEMAT), em andamento até dia 21 deste mês.
As crianças chegaram ao teatro animadas e curiosas para saber como a história já adaptada no cinema e na TV seria contada no palco. A pequena Ana Letícia Coelho, do 2º ano, recontou com detalhes o enredo da fábula do leãozinho Simba e disse que gostou muito da apresentação. “Eu nunca tinha visto Rei Leão como uma peça de teatro, só no cinema e na televisão. Achei muito legal e bonito”, disse a menina.
A diretora da Creche-Escola Sementinha, Ilza Lima, ressaltou a importância da participação das crianças em eventos culturais e explicou que a ida dos alunos ao teatro foi uma atividade ligada à feira cultural realizada na instituição recentemente.
Biaman Prado
Os alunos na plateia durante a apresentação do espetáculo
Os alunos na plateia durante a apresentação do espetáculo
A visita foi um convite do escritor maranhense Elves Franco, produtor do espetáculo. “Essa programação é uma continuação do nosso trabalho da feira cultural, quando os alunos desenvolveram a história dos escritores maranhenses. Elves Franco foi o escritor que os alunos do 2º Ano representaram na mostra cultural, e foi exatamente ele e o produtor do espetáculo que nos convidaram para assistir à peça”, disse a gestora da escola.
Ela acrescentou ainda que é importante inserir as crianças no mundo da arte, por ser esta uma ferramenta de educação. “A participação das crianças nesses eventos é algo muito proveitoso e importante, pois sabemos que cultura é educação e educação é cultura”, finalizou.
Biaman Prado
Um dos momentos da encenação da peça "Rei Leão", na programação do XIII Festival Maranhense de Teatro Estudantil
Um dos momentos da encenação da peça "Rei Leão", na programação do XIII Festival Maranhense de Teatro Estudantil


Criação dos comitês de bacias hidrográficas é tema de reunião da Comissão Especial da Assembleia

O deputado Rafael Leitoa com representantes de órgãos ligados ao meio ambiente | Agência Assembleia
Criada pela Resolução 776/2019, a Comissão Especial Temporária da  Assembleia Legislativa, sob a presidência do deputado Rafael Leitoa (PDT), reuniu-se, na tarde desta quarta-feira (13), na Sala da Escola do Legislativo, para discutir a nova regionalização proposta pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos e a ampliação de comitês de bacias hidrográficas no Estado. A reunião foi um desdobramento da audiência pública realizada no dia 6 de novembro, na Sala das Comissões, também sob a coordenação de Leitoa.
Assessorado pela consultora de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Luzenice Macedo, Rafael Leitoa ouviu propostas de representantes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), Uema, UFMA, FAMEM, IMESC e de outros órgãos ligados ao meio ambiente, que traçaram um diagnóstico dos problemas dos recursos hídricos no Maranhão e apresentaram propostas para serem inseridos com a alteração da Lei Complementar 167/2014.
Conforme as discussões, a nova divisão pode resultar na fixação de 16 comitês de bacias hidrográficas no Maranhão, os quais deverão ser constituídos por representantes da sociedade civil, poder público e de empresas usuárias de água.  Até o momento, apenas dois comitês foram criados. Cada um deverá atuar como uma espécie de fórum responsável pela gestão descentralizada das bacias, verificando problemas e buscando soluções.
O deputado Rafael Leitoa disse, ao final do encontro, que as discussões foram importantes para a criação dos novos comitês.  Além disso, ele afirmou que será feito uma atualização da lei complementar, colocando as novas áreas de atuação, para que se discuta, nos municípios, a criação de mais subcomitês e para que eles possam deliberar sobre suas políticas locais. Essas ações descentraliza as políticas e fortalece a preservação dos recursos hídricos no Maranhão.
A engenheira agrônoma Rita de Cássia Cunha, representante da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão- FAMEM, destacou a importância da criação de um órgão estadual exclusivo para tratar dos recursos hídricos. Ela argumentou que a Secretaria do Meio Ambiente carece de estrutura suficiente para tal demanda.
O secretário municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil de Caxias fez uma enfática defesa do comitê da bacia hidrográfica e destacou que a problemática dos recursos hídricos e do meio ambiente deve ser tratada com extrema urgência por parte do poder público.
Também se manifestaram a respeito Elienê Pontes de Araújo, da Uema; Ana Cristina Fontoura, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e secretária executiva do Conselho Estadual de Recursos Hídricos; José Raimundo Silva Filho, presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Mearim e do Fórum Maranhense de Comitês, e Helen Barreto, da UFMA.
Integrante da Comissão Especial Temporária, o deputado Felipe dos Pneus (PRTB) afirmou que estava à disposição para auxiliar na montagem desse novo organograma dos comitês de bacias hidrográficas no Estado.
Ao final, o deputado Rafael Leitoa agendou, de comum acordo com os demais participantes, uma nova reunião para o próximo dia 4 de dezembro, quando os órgãos envolvidos deverão apresentar o esboço de um projeto para que ele possa encaminhar a plenário uma propositura, a ser enviada ao Poder Executivo, para as alterações necessárias na Lei Complementar 167/2014.

Crianças autistas apresentam musical fruto de projeto apoiado por Neto Evangelista

O deputado Neto Evangelista com uma das crianças que participaram do musical. 
Com brilho nos olhos, alegria no coração e energia de sobra, 26 crianças autistas apresentaram, pela primeira vez no Maranhão, o musical "Imenso Brilho Azul", fruto do projeto "Sinfonia Diferente", que utiliza a musicoterapia na socialização de pessoas com transtorno do espectro autista. O espetáculo aconteceu na terça-feira (13), no Teatro Arthur Azevedo, e reuniu centenas de pessoas.
O Deputado Neto Evangelista (DEM), apoiador do projeto, assitiu ao espetáculo e revelou seu encatamento pela apresentação das crinaças. “Estou encantado com tamanha superação. Esse método está fazendo toda diferença na vida deles e de seus familiares. Descobrimos uma fenda no mundo fechado do autismo. A relação deles com a música e os instrumentos está devolvendo laços que haviam se perdido”, disse, emocionado, o parlamentar.
“O espetáculo foi lindo! Eles cantaram, dançaram, brincaram, se divertiram. Estavam completamente empoderados. Foi um momento inesquecível. Muito feliz por fazer parte dessa história”, completou o democrata.
Divulgação
Cada criança envolvida no espetáculo contou com a presença de um voluntário
Cada criança envolvida no espetáculo contou com a presença de um voluntário
Foram mais de 10 meses de preparação, entre os ensaios e a apresentação pública. E durante esse período, além do acompanhamento de psicólogos, terapeuta e musicoterapeuta, cada criança contou com a presença de um voluntário. 
Renata Martins Gomes, mãe da Isabelle, 11 anos, disse que a música contribuiu muito para a evolução da filha. “Mesmo atropelando alguns fonemas, ela conseguiu cantar a música tema do filme “A Bela e a Fera” inteira. Foi muito emocionante!”.
Divulgação
O deputado com sua família, as crianças e pais dos pequenos artistas
O deputado com sua família, as crianças e pais dos pequenos artistas
"Que felicidade constatar a evolução do meu filho. A interação dele com outras crianças foi fantástica. Agradeço ao deputado Neto Evangelista pelo apoio ao evento e à nossa causa. Ele tem nos acompanhado, firmemente, na busca pela inclusão social dos nossos anjos azuis. Creio que em breve teremos muitas conquistas", destacou Iozinaldo Nascimento, pai de Rian Lopes, 11 anos.
Diana Karina, mãe de João Frederico, disse estar grata duplamente. "Sinto uma gratidão imensa em poder ver meu filho se divertindo graças ao empenho e dedicação dos coordenadores do projeto e do Neto Evangelista. O deputado é a nossa voz na assembleia legislativa. Sabemos que estará ao nosso lado na busca por políticas públicas que incluam nossas crianças socialmente", pontuou.
A coordenadora do projeto Sinfonia Diferente, em São Luís, Alana Karen, destacou a importância do projeto para as pessoas com espectro autista e agradeceu a todos os presentes, em especial, ao deputado Neto Evangelista. "Fui desafiada a mudar e hoje posso dizer que todos somos capazes, basta acreditarmos. Agradeço aos pais pela confiança, aos voluntários pela dedicação e ao deputado Neto Evangelista, que esteve a nossa disposição desde o início e é incansável na defesa da nossa causa", finalizou. 
divulgação
Neto Evangelista, na plateia: "Estou encantado com tamanha superação".
Neto Evangelista, na plateia: "Estou encantado com tamanha superação".


Acordo fortalece laços de amizade entre as duas cidades e vai permitir a troca de conhecimentos e de informações técnicas na área de resíduos sólidos, uma das bandeiras da gestão do prefeito Edivaldo.
Prefeito Edivaldo assina acordo de cooperação com a cidade francesa Roubaix para troca de experiências na gestão de resíduos sólidos. 
O prefeito Edivaldo Holanda Junior assinou, na manhã desta quarta-feira (13), um acordo de cooperação internacional com a cidade francesa de Roubaix. O acordo de cooperação prevê o fortalecimento nos laços de amizade entre as cidades que resultará, inicialmente, em uma cooperação nas áreas da economia circular e no fortalecimento das práticas lixo zero em São Luís.
Durante o evento o prefeito destacou os avanços da sua gestão na área de resíduos  sólidos.  “Hoje, podemos dizer que São Luís é referência na gestão de resíduos sólidos no Brasil por causa das diversas políticas que temos implantado, prezando a eficiência na prestação do serviço e o envolvimento de toda a nossa população. Este acordo que estamos assinando será uma oportunidade de trazer mais estas boas experiências para São Luís”, afirmou o prefeito acrescentando que sua gestão tem feito parcerias importantes que permitem a troca de experiência e que têm como resultando a melhoria de serviços prestados à população nas diversas áreas da gestão pública, incluindo a limpeza urbana.
Em seu pronunciamento o prefeito destacou ainda que São Luís tem avançado na mobilização social sobre a importância da tomada de atitudes sustentáveis por meio da campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza que conversa diretamente com a população sobre a forma correta de lidar com o lixo gerado.
Por meio do acordo, São Luís e Roubaix farão troca de conhecimentos, de experiências e de informações técnicas na área de resíduos sólidos; deixam franqueadas a participação em eventos organizados pelas duas cidades; facilitará a articulação com outras instituições ou organismos competentes; possibilitará o desenvolvimento conjunto de projetos e programas ligados à educação e à pesquisa, entre outros benefícios. Tais ações estão enquadradas nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2015.
Com uma população de quase 96 mil habitantes, Roubaix é a terceira maior cidade da região dos Altos de França e há apenas cinco anos adotou políticas lixo zero. Neste período já conseguiu avanços importantes que fizeram do município referência nacional na França. “Tínhamos entre nossos gargalos a falta de entendimento da população sobre a importância destas novas políticas de limpeza urbana. A mudança de postura veio a partir do momento em que começamos a promover o envolvimento social, que foi fundamental para fortalecer o nosso sistema de limpeza que hoje conta com incineração dos rejeitos, coleta seletiva, sistema de triagem, ecopontos e compostagem dos orgânicos”, explicou a representante do município de Roubaix, Sandrine Varlet.
Também presente no evento, o vice-prefeito Julio Pinheiro falou dos desafios que as gestões públicas enfrentam para manter a prestação do serviço com foco na sustentabilidade. “Diversas cidades brasileiras têm muitas dificuldades de financiar a gestão de resíduos sólidos, pois ela depende exclusivamente dos recursos próprios dos municípios. Em São Luís, existe todo um planejamento e esforço da gestão do prefeito Edivaldo para não apenas manter a prestação eficiente do serviço como fazer novos investimentos que tornem a cidade mais sustentável”, disse.
A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informou os avanços que São Luís têm alcançado na gestão de resíduos sólidos e que a parceria com Roubaix vai fortalecer este trabalho. “Quando o prefeito Edivaldo assumiu a gestão, em 2013, a taxa de reciclagem da cidade era 0,12%. Hoje, somos a capital do Nordeste com maior taxa de reciclagem, 2,34% e a nossa projeção é que superemos a média nacional de reciclagem (3%) quando for divulgado o novo levantamento. Conseguimos mudar nosso patamar em pouco tempo assim como Roubaix, então, temos certeza que a troca de experiências entre as duas cidades vai tornar São Luís mais eficiente tanto do ponto de vista da gestão operacional quanto da gestão financeira na limpeza urbana”, disse.
PARCERIAS
A parceria entre São Luís e Roubaix é mais uma fechada na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Somente para a gestão de resíduos sólidos também já foi assinado, em novembro de 2018, acordo de Cooperação Operacional na área de gestão de resíduos sólidos com a cidade italiana de Tramonti. São Luís é cidade-irmã de Tramonti desde 2016, quando assinou acordo de cooperação Internacional. Em setembro deste ano, em reunião na Agência Brasileira de Cooperação, no Itamaraty, em Brasília (DF), representantes da Prefeitura de São Luís e da Embaixada do Chile no Brasil discutiram a execução de um projeto de cooperação técnica na gestão de resíduos sólidos. São Luís também é cidade-irmã da chinesa Wuhan, com a qual realiza intercâmbio socioeducativo, cultural e esportivo.
A secretária Municipal de Articulação Institucional, Ana Paula Rodrigues, destacou que a gestão do prefeito Edivaldo tem valorizado as parcerias internacionais e que isto tem permitido que São Luís faça cooperações mais especializadas. “A partir do momento em que fechamos um tema e buscamos as iniciativas internacionais à nossa disposição conseguimos realizar um trabalho que trará resultados práticos importantes para a nossa cidade. Este acordo com Roubaix é mais um deles. A cidade é referência na França em limpeza urbana, então, tem muita expertise a nos oferecer. Além disso, vai nos permitir trabalhar também com a Agência Francesa de Desenvolvimento”, informou. São Luís tem também acordos de parcerias internacionais com Wuhan, cidade chinesa com a qual a Prefeitura de São Luís mantém cooperação nas áreas econômica e social. 
Também participaram do ato de assinatura do acordo entre São Luís e Roubaix o presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini, o representante da Aliança Internacional Lixo Zero, Pal Matensson, a diretora de Resíduos Sólidos do município de Chapecó (SC), Vanusa Maggioni Cella, e o secretário municipal de Manutenção Urbanística de Macapacá (AP), Claudiomar Rosa da Silva.



O presidente estadual do PCdoB do Maranhão, deputado federal Márcio Jerry, comentou hoje (13), em conversa com jornalistas na Assembleia Legislativa, os movimentos do deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) por uma candidatura a prefeito de São Luís.
No fim de semana, o pré-candidato reclamou de divisão na base comunista (reveja), e nos bastidores comenta-se que ele pode deixar a legenda se não for escolhido como nome para disputar a Prefeitura.
Jerry não acredita em “divórcio” no PCdoB – que também tem o deputado federal Rubens Júnior como pré-candidato na capital -, mas deixou claro que, quem estiver infeliz, pode seguir seu rumo.
“Não existe casamento infeliz, forçado, e cada um deve seguir o caminho que quer. Porém, acredito que não haverá divórcio, acho que o Duarte Jr. continuará no partido“, afirmou.
Segundo ele, “um partido que tem dois bons pré-candidatos e pelo menos cinco aliados com boas pré-candidaturas não tem um problema” – referindo-se ao “consórcio de pré-candidatos” do Palácio dos Leões. E pontuou que até janeiro do ano que vem deve haver uma definição sobre o assunto entre os comunistas.

Fonte: blog Gilberto Leda.


Ao deflagar operação contra possível organização criminosa com atuação na venda de veículos para prefeituras do Estado do Maranhão, o Ministério Público informou que pelo menos 17 gestões podem estar envolvidas no esquema.
De acordo com as investigações, os negócios eram feitos “mediante fraude e possível desvio de verbas públicas, com a participação de empresários, despachantes e servidores públicos” (saiba mais).
Veja abaixo a lista completa das prefeituras citadas pelo Gaeco:
Bom Lugar
Pio XII
Anapurus
Buriti
Altamira do Maranhão
Tasso Fragoso
Santa Luzia
Mirador
Vargem Grande
Afonso Cunha
Esperantinópolis
Cedral
Bequimão
Araioses
Serrano do Maranhão
Cidelândia
Santa Luzia do Paruá. 


Fonte: Jornalista Gilberto Leda.


A Lei 11.148/2019, de autoria da deputada estadual Thaiza Hortegal (PP), foi publicada no Diário Oficial do Estado e obriga as embarcações do Maranhão conterem kits de primeiros socorros e tripulação treinada para casos de urgência. O dispositivo foi acrescentado à Lei nº 9.985 de 11 de fevereiro de 2014, que regula o sistema aquaviário de passageiros.
“Esta lei é fruto de uma fiscalização que realizamos no primeiro mês de mandato e como usuária frequente do ferry boat, médica, senti a necessidade. Aguardamos agora as empresas se adaptarem, cumprirem a lei, para garantir mais segurança aos passageiros diante de qualquer eventualidade, assim como todas as embarcações de passageiros no Maranhão”, explicou a deputada.
A lei obriga treinamento para a tripulação com capacitação ou reciclagem anualmente, cabendo ainda às empresas o monitoramento dos prazos de validade dos produtos incluídos no kit, além de manter as condições de conservação e armazenamento.
“Tanto o governo do Maranhão, como o nosso gabinete, vamos comunicar de imediato as empresas para o cumprimento desta lei e o mais importante, preparar as tripulações a identificar e agir de forma preventiva diante das situações, intervindo com o socorro imediato até que venha o suporte médico especializado”, reforçou a parlamentar.